Arquivo da tag: sábado

Sábado: a resistência

A primeira discussão que vi sobre sábado, foi quando soube que haviam denominações cristãs que faziam seus cultos no sábado, ao longo do tempo, fui descobrindo o quanto esse pessoal fazia questão de ir a igreja de sábado e o quanto isso era realmente importante a eles, conheci gente que não podia comprar nada nesse dia. Daí, como presbiteriano, vi alguns estudos e algumas quartas de estudo bíblico em que os pastores dedicaram tempo para esclarecer porque íamos a igreja no domingo e não no sábado. Daí pra frente fui acompanhando o tema como Fla-Flu, havia alguns que iam ao sábado como marca do crente verdadeiro, e havia nós, que íamos a igreja aos domingos e não precisávamos nos sentir pecadores porque tínhamos bons motivos (bíblicos) que nos liberavam do culto a noite do sábado.

Recentemente voltei ao tema ao ver visões mais “refrescantes” do tema: depois de uma semana de trabalho, tínhamos o sábado, o dia de promover o shalom de Deus, desfrutar das coisas mais gostosas que Ele nos deu e desfrutar do Seu descanso. De certa forma, uma visão até liberadora, meus domingos na igreja eram dias de muito trabalho, mas algo bem gostoso, mas não menos cansativo. Daí que comecei a prestar atenção a manifestações cristãs mais orgânicas que dedicam alguns de seus encontros a passar alguns domingos juntos preparando a refeição e comendo juntos e desfrutando o descanso.

Desde então tenho visto o sábado como um convite de Deus ao seu descanso, algo que tenho visto como cada vez mais necessário para esse mundo tão maluco e agitado. Portanto, o Sabbath, o retiro, o momento do silêncio tem sido coisas que tem me chamado bastante atenção. Por isso que busquei esse livro do Walter Brueggemann: Sabbath as a Resistance, descobri nesse livreto uma visão muito mais abrangente e profunda daquilo que tinha descoberto.

Walter Brueggemann nos dá uma visão histórica desse contraste da proposta sabática, o povo de Israel vivia escravo no Egito, os israelitas estavam ali por um motivo: produção, eles eram um recurso e todo relacionamento deles com a terra levava em conta isso. Ao saírem do Egito, os israelitas não somente iriam para uma terra diferente, mas deveriam ter uma vida diferente, regida pelo “Eu Sou”, foram dados os 10 mandamentos dando os fundamentos de toda diferença da nova terra, não seriam mais regidos pela produção, nem seriam mais julgados pelo que poderiam fazer ou pelo que conseguiram comprar, eles deveriam reconhecer quem os estava sustentando, por isso o mandamento do sábado, não precisariam arrumar mais tempo para produzir mais, Deus estava cuidando deles, deveriam descansar, tanto o mais pobre, como o mais rico, como até os animais, vivendo a confiança de que não precisariam mais remir todo aquele tempo na confiança em quem trabalha por eles.

Isso tem implicações, quem sustenta, faz isso a todos, por isso eles deveriam abandonar a corrida da conquista, a terra não era deles, depois de 7 anos deveria ser devolvida, o escravo não era deles, no ano sabático deveria ser liberto, se a conquista não é tão importante não deveria haver roubo, não deveria haver cobiça. A história a gente conhece, essa proposta não se sustentou muito, por isso os profetas trouxeram a sua mensagem, o dia de sábado ainda era observado, todos iam ao encontro no templo, mas tudo era insuportável a Deus, a justiça era profanada, a lógica do consumo, da posse e da conquista de uns sobre outros voltou a ser regra e Deus não aguentava mais seus cânticos e orações.

O chamado a nós hoje é muito forte, como naquele tempo, a conquista, a posse e o consumo clamam por nossa atenção e devoção em aproveitar todo tempo que pudermos para eles, Deus nos convida para o descanso, e nos convida a resistir.

Anúncios

IMAGES AND WORDS

A little bit of everything

Action Phase

Reviews e notícias sobre jogos de tabuleiro! Novatos, veteranos, curiosos e entusiastas: sejam bem vindos!

O Velhinho do RPG

Um blog dedicado a RPG, Board Games, Quadrinhos e nerdices em geral.

Coffee with the King

Daily bible study notes by Tim MacBride

nós ponto três

design.gastronomia.triathlon

Fernando Asdourian

Bem vindos, aqui alguns causos e umas aventuras esportivas por ai.

NOSSO DIÁRIO DE TREINO

Informações sobre treinos e corridas de rua

Godspace

spirituality, sustainability, hospitality and community

Hearts and Minds

O que não muda é que tudo muda.

Memoriola

Just another WordPress.com weblog

Poesia no Caos

O desconhecido ainda está por vir...

Carlos Toledo em Ação

vivendo o dia a dia

life: caffeinated

sharing life & coffee together