Arquivo do mês: setembro 2010

Vou votar na Marina

As pesquisas de hoje trouxeram a notícia bastante alentadora de uma esperança de segundo turno, essa massificação do voto no poste do presidente me desanimava muito. Parece que o país virou um zumbí sorrindo a qualquer besteira que o presidente fala.

Estava com meu voto definido no Serra, fiquei aborrecido com a campanha dele desde o começo, acho que o marketeiro dele foi escolhido pelo Aécio, de qualquer forma acho que se ele passar para um segundo turno, ele não teria a menor chance. Por isso mesmo passei a pensar em votar na Marina no próximo domingo, se for ela que passar para o segundo turno (que espero que tenha) a trajetória dela é bem mais factível do que a do Serra, que está totalmente estacionado. Sem contar a imagem dela que está bem mais ligada a uma esperança de uma política melhor.

Acho que já defini minha “colinha”

Presidante – Marina 43

Senadores: Aloízio 451 e o do PV 430 (Ricardo Young)

Governador: Alckmin 45

Federal: Roberto Freire 2323

Estadual: Carlos Alberto Bezzerra 45321

Anúncios

Pai Nosso (por Dallas Willard)

Encontrei essa paráfrase no blog do JR Woodward, achei riquíssimo (tradução minha):

Querido Pai sempre próximo a nós,

Que seu nome seja sempre honrado e amado

Que suas leis sejam completas em nós,

Que sua vontade seja feita aqui na terra

bem na forma como é feita no céu.

Dá-nos hoje, o que precisamos hoje,

e perdoa nossos pecados e imposições a ti

enquanto nós perdoamos todos aqueles que de alguma forma nos ofenderam.

Por favor, não nos coloque em testes,

mas nos livre de qualquer mal,

Porque Tu és quem está no comando,

e Tu tens todo o poder, e a glória também é Tua para sempre

bem da forma que queremos.

Só para esclarecer, paráfrases são traduções livres e contemporâneas de escritos e mensagens antigas, quando vem de estudiosos importantes como Dallas Willard, são muito benvindas.


Decisões e a Sabedoria

Engraçado, veja em que mundo vivemos, enquanto temos centenas de pequenas igrejas impactando de forma muito legal suas comunidades, aparece uma igrejinha com um líder muito idiota e, por causa de um ato estúpido, acaba tomando a atenção do MUNDO INTEIRO!!! Com esses acontecimentos, mais algumas decisões que tive que tomar e algumas conversas com minha sábia esposa, gostaria de compartilhar alguns insights que tive disso tudo:

Infelizmente a estupidez chama muito a atenção, o interessante é quando coisas que fazemos de forma tão natural podem de um momento para o outro ser afetados por circunstâncias que trazem um risco enorme daquilo ser interpretado como estupidez, já experimentou uma situação dessa? É aí que entra a sabedoria. Tenho aprendido que a sabedoria não é somente saber a decisão que se deve tomar, mas também exercer a força de caráter para bancar os custos dessa decisão, ser humilde e dar um passo atrás. Lógico! Se decisões sábias não tivessem custo, com certeza não teríamos tanta estupidez chamando a atenção.

Em circunstâncias como essas, vemos na Bíblia que se fazemos coisas que podem afetar a forma como as pessoas podem interpretar a verdade que as pessoas vêem em nós, temos que buscar olhar o mundo na lente delas e agir por amor a elas. Qualquer cristão que vive junto com outras pessoas tem que saber disso.

A impressão é de que esse amor que Cristo ensina não nos faz tão livres assim, de fato não podemos mais fazer tudo que queremos (e é aí que mora a tirania, precisamos nos satisfazer com tudo o que queremos?) tanto quanto não pude comer todo chocolate que quis ontem! No entanto, quando vivemos em comunidade, esse amor nos dá a oportunidade de não fazer o que achamos até de nosso direito para exercer maturidade com atos responsáveis. Renunciar a alguns direitos nos dão até peso no coração, muitas decisões sábias trazem custo, mas a satisfação de fazer a coisa certa e estar “na mesma página” da vontade de Deus é também bem grande.


Agora sim!

Sou um triatleta!

Fiz aquele triathlon em 21 de abril, mas o fato de não ter terminado toda a natação foi meio frustrante, dessa vez, uma vez que apareceu a oportunidade de retornar a Taubaté para fazer outro triathlon quis aproveitar para terminar essa “lição em aberto”.

Depois de uma semana com muito calor, foi surpreendente sair de São Paulo com um tempo tão fechado com chuvas ao longo da viagem, temia pela temperatura da água e pelas condições da pista, se encontrasse a pista molhada, iria travar na bicicleta. Foi uma pena não poder levar a turma de casa para assistir a prova, as crianças passaram a semana com viroses ainda não curadas, por isso contei com a companhia da minha mãe e outra amiga da família. Quando fui experimentar a água, tive a péssima notícia de ver meu relógio pifando, não iria mais contar com monitoramento nenhum, de qualquer forma, enquanto não sair o resultado oficial, pude contar com os tempos das fotografias tiradas.

Natação – Passei estes meses buscando me convencer de que conseguiria cumprir toda a distância (duas voltas de 375m) sem problema, li a respeito de respiração, do pânico que se sente em águas abertas quando não se respira bem e algumas técnicas. Me ajudou muito participar de uma maratona aquática na academia quando pude nadar por 25 minutos na piscina, acabei nadando 1250 metros a um bom ritmo, mais um recurso para me convencer que podia. Ao começar, fiquei com a turma do fundão que não queria ficar batendo e apanhando ao contornar a bóia, e pude manter bastante controle no meu ritmo. Foi engraçado encontrar uns caras que no meio do caminho tinham parado e estavam em pé, nunca tinha achado que aquele lago daria pé em algum lugar! Em um ponto, a água estava tão barrenta que todo mundo saiu com o rosto manchado, eu acabei descobrindo algumas sujeiras só em casa. De acordo com as fotos, cumpri tudo em 16:10 minutos, nada mal.

Ciclismo – Saí com a adrenalina no alto, animado em ter terminado a natação sem problemas, pude manter uma boa velocidade e, desta vez, contava com o odômetro da bicicleta, consegui me emparelhar com outras dois outros competidores, isso foi um bom sinal para mim, pois ainda não consegui ter uma rotina razoável de treinamento de bicicleta, pelas fotos, fiz tudo em 35:50 minutos.

Corrida – Por causa da carga pesada que coloquei na bicicleta, comecei a corrida com as duas panturrilhas travadas, ao terminar os primeiros 625 metros, a coxa esquerda também começou a puxar, nada que depois de mais 600 metros pudesse me acostumar, as dores sumiram ao longo do caminho, mas retornaram quando cheguei em casa até hoje, com tudo, com tudo, ainda terminei a corrida em menos de 29 minutos.

Saí muito contente por ter feito toda a prova e ter desfrutado de participar de tudo isso.


IMAGES AND WORDS

A little bit of everything

Action Phase

Reviews e notícias sobre jogos de tabuleiro! Novatos, veteranos, curiosos e entusiastas: sejam bem vindos!

O Velhinho do RPG

Um blog dedicado a RPG, Board Games, Quadrinhos e nerdices em geral.

Coffee with the King

Daily bible study notes by Tim MacBride

nós ponto três

design.gastronomia.triathlon

Fernando Asdourian

Bem vindos, aqui alguns causos e umas aventuras esportivas por ai.

NOSSO DIÁRIO DE TREINO

Informações sobre treinos e corridas de rua

Godspace

spirituality, sustainability, hospitality and community

Hearts and Minds

O que não muda é que tudo muda.

Memoriola

Just another WordPress.com weblog

Poesia no Caos

O desconhecido ainda está por vir...

Carlos Toledo em Ação

vivendo o dia a dia

life: caffeinated

sharing life & coffee together