Crise

A bolha estourou e a crise apareceu, semana passada já reuniram todo o pessoal no trabalho para anunciar que a coisa realmente está feia e para desenhar o ambiente que vai justificar todas as notícias bombásticas que virão. Por enquanto, fora a solicitação de economizar nas cópias impressas e no telefone, um bom sinal do ambiente nebuloso que afeta a bastante gente tem sido o corte dos almoços de natal, empresas que tinham festas bastante tradicionais que cortaram suas festas e a confraternização vai ficar nos abraços do dia 24 ou em algum happy hour bancado pelos funcionários. Dessa vez os votos de feliz ano novo terão mais significado.

As coisas ainda estão no começo, nisso, não há muita esperança. Mesmo que o estúpido do presidente saia por aí falando que não vamos ser afetados, o momento para mim é de bastante cautela, as crianças já sabem que o papai noel não vem com o saco tão cheio, nossas expectativas para final de ano e férias abaixaram e vamos torcendo para que essa cautela seja mais uma questão de economia para aproveitar no final da tempestade do que a solução para tempos de vacas mais magras.

Com certeza você já ouviu aquela história manjada de algum guru de auto ajuda daquele negócio do ideograma chinês da crise lembra imediatamente a palavra oportunidade. Desculpe não evitar esse clichezão nessa hora. É interessante, mas há esperança, há oportunidade. A gente teve uns encontros muito bons no mês passado (e eu falo sobre estes mais tarde) e falamos bastante sobre dinheiro, tempo e coisas bem relacionadas, uma das lições bem fortes que tiramos nestes dias foi do quanto esse sistema nos tira a concentração do que interessa para pensarmos que a vida seja o que o dinheiro pode comprar e conseguir. Foram momentos muito oportunos para nos fazer cair a ficha do quanto de energia estávamos dispendendo em coisas tão menos importantes, enquanto as coisas mais vitais à vida estão sempre ao nosso lado à espera que as desfrutemos a tempo. Vendo isso, vejo a grande oportunidade do pessoal começar a pensar no que realmente importa na vida.

Tenho aprendido bastante com a Christine Sine nesta hora, ela e o Mustard Seed Associates tem colocado insights muito próprios para esta hora de crise. Jesus propôs uma sociedade que prescinde de toda esta ganância que nos levou a esta zona toda e quem acredita de verdade naquilo que ele falou, tem o que dizer, não só a dizer, mas principalmente agir. No momento desta tempestade, quando a riqueza some e vira pó, suas palavras nos dão a riqueza que precisamos e que não some em crise nenhuma.

Agora você vai entender a diferença entre construir a casa na areia da praia e no alto da montanha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

IMAGES AND WORDS

A little bit of everything

Action Phase

Reviews e notícias sobre jogos de tabuleiro! Novatos, veteranos, curiosos e entusiastas: sejam bem vindos!

O Velhinho do RPG

Um blog dedicado a RPG, Board Games, Quadrinhos e nerdices em geral.

Coffee with the King

Daily bible study notes by Tim MacBride

nós ponto três

design.gastronomia.triathlon

Fernando Asdourian

Bem vindos, aqui alguns causos e umas aventuras esportivas por ai.

NOSSO DIÁRIO DE TREINO

Informações sobre treinos e corridas de rua

Godspacelight

Spirituality, Sustainability, Hospitality and Community

Hearts and Minds

O que não muda é que tudo muda.

Memoriola

Just another WordPress.com weblog

Poesia no Caos

O desconhecido ainda está por vir...

Carlos Toledo em Ação

vivendo o dia a dia

life: caffeinated

sharing life & coffee together

%d blogueiros gostam disto: